Sintomas de Diabetes Tipo 1

Conheça os sintomas da diabetes tipo 01

A diabetes é uma doença que atinge grande parcela da população e que pode ser causada por uma série de fatores, desde problemas com alimentação inadequada, tação, sedentarismo e questões genéticas.

Trata-se de uma doença que é responsável por causar a hiperglicemia, ou seja, a elevação da concentração de glicose no sangue. Isto ocorre porque pessoas diabéticas têm dificuldades em produzir ou utilizar insulina – substância produzida pelo pâncreas.

A diabetes pode ser classificada em   duas categorias – a tipo 1 e a do tipo 2. No caso da diabetes do tipo 1, o indivíduo possui dificuldade em produzir a insulina, já na diabetes do tipo 2, há problemas em utilizar a substância, de modo adequado para que o corpo funcione normalmente.

Sintomas de Diabetes Tipo 1

 

O que é o tipo 1?

As células betas do pâncreas produzem o hormônio insulina – a substância responsável por promover a entrada de glicose na célula. A entrada de glicose na célula é o permite que o corpo ganhe energia. Entretanto, algumas pessoas desenvolvem anticorpos que atacam as células betas.

Com a destruição dessas células pancreáticas, a produção de insulina passa a não ser suficiente para consumir toda a glicose do sangue, e isto ocasiona a hiperglicemia. Note que este tipo da doença tem progressão rápida e atinge de 5 a 10% da população.

 

Quais os sintomas da diabetes tipo 1?

O tipo 1 se manifesta rapidamente, por isso é muito importante identificar os sintomas no começo da doença para ter melhores resultados no tratamento. Confira os principais sintomas:

  • vontade excessiva de urinar: pessoas diabéticas apresentam bastante vontade de urinar. Com isso, quem percebe que está indo em excesso ao banheiro deve procurar um médico;
  • fome e sede: a hiperglicemia causa uma sensação constante de sede e de fome. Entretanto, pessoas diabéticas devem realizar uma dieta para controlar o consumo de glicose;
  • emagrecimento: mesmo com a fome excessiva, os pacientes perdem peso na maioria das vezes;
  • fraqueza e fadiga: a glicose é a principal fonte de energia do corpo, quando ela fica acumulada no sangue e não é processada, a pessoa sente fraqueza e fadiga;
  • mudanças de humor e nervosismo: outro sintoma são as repentinas mudanças de humor e as crises de nervosismo.

Os sintomas são semelhantes aos do tipo 2. A diferença está no desenvolvimento da diabetes do tipo 12, que é muito rápido e pode evoluir em pouco tempo para um quadro mais severo – a cetoacidose diabética.

 

Cetoacidose Diabética

Trata-se da complicação da diabetes, que pode levar o indivíduo à morte. Ela ocorre quando a glicose está muito alta e o corpo começa a utilizar a gordura como forma de energia, gerando, neste processo, cetonas.

As cetonas são ácidos que se acumulam no sangue e, em níveis muito altos envenenam o corpo, causam um quadro de emergência médica. Quando o paciente apresenta esse nível elevado no sangue deve ser encaminhado imediatamente ao hospital.

 

Tratamento e cuidados especiais

Diabetes não tem cura, mas é possível tomar alguns cuidados para melhorar a qualidade de vida. Ela também pode ser tratada com medicação específica indicada para o controle dos níveis de glicose.

  • Insulina: o hormônio injetável é um medicamento essencial para os diabéticos, já que ele compensa a deficiência de insulina no corpo;
  • Medicamentos: os indicados pelos médicos, ajudam a reduzir a glicose e a controlar tanto a hiperglicemia como a hipoglicemia;
  • Vida saudável: realizar atividades físicas e alimentar-se adequadamente, ajuda a manter uma vida saudável;
  • Acompanhamento médico: é necessária orientação e monitoramento médico periódicos;
  • Auto monitoramento: o uso de certos equipamentos permite medir o nível de glicose no sangue, e assim, controlar a insulina.

Tem mais alguma dúvida sobre os sintomas da diabetes tipo 1? Saiba mais sobre essa e outras categorias da doença, converse conosco e tire todas as suas dúvidas.

Coren PB

As classes profissionais da Saúde têm sempre o seu conselho regional, que é importante para que os interesses de todas as pessoas que são formadas nesse ramo possam ser protegidos. O Conselho Regional de Enfermagem (Coren) tem a sua filial na Paraíba e as os indivíduos que finalizam a sua graduação precisam cadastrar-se. Geralmente, os que fazem somente o curso técnico não precisam estar inseridos nesse conselho regional.

Uma funcionalidade que esse conselho tem é o de apresentar aos profissionais todos os gastos que têm a ver com palestras, com eventos para os enfermeiros, com cursos para a sua atualização e outras coisas. De fato, até a manutenção da própria unidade do conselho de Enfermagem é incluída na seção de transparência. Site oficial: http://www.corenpb.gov.br/

coren pb

 

Biblioteca

Os enfermeiros podem usar o Coren PB para atualizar-se mesmo sem estar em novos cursos. Essa instituição traz a esses registrados uma grande biblioteca: ela é totalmente virtual. Além de todas as publicações que são corriqueiras e que os profissionais precisam mesmo acompanhar por causa dos seus estudos, também são disponibilizados muitos livros, inclusive de alguns teóricos que esses indivíduos já viram na sua formação universitária.

Por intermédio dessa biblioteca, os enfermeiros podem baixar cada uma das publicações, o que fará com que eles possam fazer a sua leitura no ritmo em que desejarem e até mesmo através do smartphone.

 

Carteiras

Os profissionais que se registra no Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba têm a sua carteira de identificação e é indicado que esses enfermeiros tenham-na sempre com eles, inclusive quando eles estiverem no expediente: para que ela não seja posta juntamente ao seu crachá do hospital, pode-se deixá-la na sua carteira.

Os profissionais precisam encarar essa carteira da Coren PB como um distintivo: ela é primordial para que se confirme que aquela pessoa é mesmo uma enfermeira, que ela tem formação e está registrada. Para que essas pessoas acessem os eventos desse órgão também será fundamental essa carteirinha.

 

Suspensão

O Coren PB pode aplicar diferentes suspensões aos enfermeiros que têm complicações com a sua conduta. Esse tipo de punição pode ocorrer de forma temporária, mas existem alguns enfermeiros que perdem de maneira definitiva a sua autorização. Os motivos mais usuais são os erros relativos a ministrações ou então conduta sexual que seja problemática.

Para que esses profissionais sejam mesmo suspensos, mesmo que seja somente de forma temporária, há uma comissão que vai visualizar todos os testemunhos e todas as denúncias. Uma vez que o Conselho Regional paraibano fez o afastamento, o profissional fica com poucas possibilidades de poder retornar.

 

Como os formados fazem a inscrição para o Coren PB?

Quando os formados acessam  http://www.corenpb.gov.br/, eles deixam a seta na parte “Profissional” e fazem o mesmo com o “Inscrição”: diferentes perfis vão ser vistos e clica-se naquele que está ligado à formação acadêmica. A partir, os enfermeiros vão pedir o seu registro. Situação cadastral: https://www.situacaocadastral.org/

 

Endereço

O Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba está na Rua Doutor João Tavares, no número 619. O seu telefone é (83) 3321 0685.